• Rua Dr. Vieira Bueno, 156 – Cambuí, Campinas – SP
  • Fone: 19 3762 1122
  • Whatsapp: 19 97409 7641

BLOG

Equipe SCTP: Cris Oliveira

13.Jul.2018

O maior sorriso do Cambuí e um propósito: tocar a vida das pessoas com o trabalho

 

Pode ser uma definição pessoal demais, mas sou capaz de apostar que só de ler a primeira frase do título a imagem da Cris lá no balcão da Santa já apareceu na sua cabeça. Sabe quando você abre a porta da loja e tem certeza que vai receber um baita "oi" animado, mesmo naquele dia que não foi tão bom? Então. Por isso que, pra mim, esse é um sorriso valioso e que cumpre de maneira despretensiosa e gentil o maior objetivo de vida da Cris segundo ela mesma, que é tocar a vida das pessoas da melhor maneira que puder.

 

À frente da gestão comercial da marca, ela começou a parceria com a Gabi, nossa estilista, há muito tempo atrás, quando tinha uma loja chamada Casa das Meninas, também aqui em Campinas. E participou da empreitada da Santa desde a época em que as peças cabiam penduradas em uma simples arara de chão até hoje, em uma evolução que envolveu tantas pessoas, conquistas e momentos para agradecer que fica difícil citar cada um. Talvez isso se explique pela própria maneira como ela enxerga o que faz. "Meu resultado é mais do que uma venda: é a transformação que posso levar para alguém", explica ela, que define a SCTP como sinônimo de beleza, classe e integridade. "É isso o que levamos para as mulheres. Integridade e respeito à individualidade no vestir. Moda, na minha opinião, é vestir alguém com dignidade. E é isso o que a Santa faz", completa.

 

Quando questionada sobre o que traz essa identificação tão profunda com a marca, a Cris é simples e direta, e logo dispara naquele tom de voz sereno que é só dela: propósitos iguais. "Eu quero tocar a vida das pessoas. E esse é o propósito da Santa também e de tudo o que fazemos desde o começo. É o que faz meu coração vibrar", define.

Vem conhecer mais sobre a história da Cris e como as nossas histórias se juntaram em mais esse bate papo leve e gostoso da nossa série equipe SCTP! :)

 

Cris, como e quando teve início a sua história com a Santa?

Eu conheci a Gabi quando eu tinha uma loja chamada Casa das Meninas. Era uma loja com novos estilistas, no Nova Campinas. E aí eu sabia que ela estava desenvolvendo algumas peças e frequentávamos a mesma igreja. No fim, fui ver as peças e gostei, e pedi para que ela desenvolvesse uma coleção lá na loja. Eu trabalhava com a Isabela Capeto, algumas outras marcas locais e foi um aprendizado bacana. Fechei minha loja em 2010 e fiquei um período trabalhando com representação. Na época eu estava bastante mal, passando por um momento bem difícil na minha vida. Tinha acabado de perder meu pai, então foi um período de mudanças radicais. E costumo dizer que encontrei a Gabi de verdade nesse período. Antes eu conhecia a Gabi estilista. Naquele momento é que eu conheci uma pessoa que trouxe novamente dignidade para a minha vida. Ela começou a atender na rua dos Alecrins aqui no Cambuí, com uma arara de roupas só. Aí ela precisava de ajuda para o comercial e me fez o convite. Eu acreditava muito no potencial dela. Engraçado que ela falou uma vez na época: "Cris, eu quero que você trabalhe para mim mas eu não tenho dinheiro para te pagar. Eu sei o seu valor e eu não consigo pagar isso para você". Mas na verdade o pouco que ela tinha pra me oferecer era muito pra mim naquela fase. Eu estava com muita dificuldade financeira, dormia no chão da loja porque não tinha dinheiro pra pagar aluguel, enfim. Então o que a Gabi estava me oferecendo era muito, sabe? Eu estava muito feliz. Comecei a trabalhar para ela com muito gosto. Eu torno a dizer: foi uma renovação na minha vida.

 

Você sempre teve uma relação forte com a moda?

Acredito que a Zoomp trouxe uma bagagem muito grande para mim, eu sempre acreditei muito no Renato Kherlakian. Foi aí que me apaixonei mesmo por moda. Além da Zoomp, passei também pela Diesel, depois pela Maria Bonita. Então trabalhar com marca e vestir a camisa desta marca sempre esteve muito presente na minha vida. E com a Santa foi a mesma coisa.

 

 

Hoje qual é sua principal função na Santa? E como essa função foi evoluindo ao longo do tempo?

Hoje eu gerencio o comercial, que é uma parte que amo e que envolve lidar diretamente com o cliente. E é muito legal ver essa evolução porque quando entrei era eu fazendo o comercial, Silvania na costura e a Gabrielle trazendo a marca e desenhando. Então éramos nós três apenas. Hoje ter uma equipe e ver a marca crescer e principalmente sobreviver financeiramente no mercado é incrível, sabe. Eu acredito nos novos estilistas e no potencial de cada um de evoluir no mercado. Meu resultado não era a venda, mas sim ter um atendimento diferenciado vestindo as pessoas com roupas de uma marca que tem um grande propósito. Hoje eu profissionalmente cresci, e cresço em conhecimento por meio de cursos e também do aprendizado que a marca me proporciona.

 

Quando você olha pra trás e se lembra de tudo o que vocês já passaram, aprenderam e evoluíram como marca e como equipe, o que mais te marcou?

Poxa, muitas coisas. Mas principalmente essa persistência, perseverança da Gabi. Acreditar que tudo iria acontecer mesmo com pouquíssimos recursos financeiros.

 

Quando você se levanta para trabalhar todos os dias, qual o principal motivo que faz seu coração vibrar pra chegar até aí?

É saber que eu levanto de manhã e esse novo dia me reserva um lugar que eu amo, com pessoas que eu amo, fazendo algo que eu amo. Eu me sinto crescendo cada dia mais. Meu maior sonho é levar essa marca pra todas as nações. Implementar lojas em outras cidades, outros países. É isso que eu sonho para a marca. Tocar cada dia a vida de mais pessoas.

 

Na sua opinião, o que faz a Santa tão especial para as mulheres que fazem da loja uma extensão de suas casas, construindo laços com vocês?

É justamente o ambiente, na minha opinião. Um ambiente sincero, gostoso. Sempre busquei passar para a minha equipe a sinceridade antes de tudo. O resultado é sempre consequência. E fazer com amor e sinceridade é o grande diferencial de uma marca hoje. É o que fazemos aqui. Moda, para mim, é vestir a pessoa com dignidade. Valorizar a autoestima da pessoa. Muitas clientes chegam de cabeça baixa, falam que não sabem se vestir. Mas tudo está ligado à estima e identidade. E eu amo o slogan "a Santa veste você", porque a gente não quer embutir um modelo para a pessoa, ou o que está na moda. A gente quer trazer autoconhecimento e liberdade de escolha para a cliente, orientando no que ela tiver insegurança e fazendo-a se sentir segura, amada e bonita. Eu agradeço a Deus, a amizade da Gabi e a oportunidade que ela me deu de ser hoje uma consultora de moda com uma bagagem tão grande e que vai além da Santa.

 

#sctp #equipe #bastidores #feitonobrasil #mulheresreais

Comentários

Gostou da matéria? Deixe aqui seu comentário ou dicas sobre o assunto.

Lica Morais

13 julho, 2018

Adorei Cris!!! ❤️

Renata mattos

13 julho, 2018

Muito legalll!!! Cris vc é demais!!!! Linda por dentro e por fora❤❤

gisela leonelli

15 julho, 2018

A Cris cuida de todas nós, por fora e por dentro. Ela é um presente para todos que frequentam a SCTP. Com a Gabi e a Sil, compõem o coração e a alma da SCTP, agregando tanta gente legal. Ela é um ímã de gente boa e espalha bem estar todos os dias por onde passa.

Regina Araújo

14 agosto, 2018

Mega fã sua queridíssima!!! Adorei sua história! ❤️❤️❤️❤️❤️

X

Bem-vindo!

CADASTRE-SE E GANHE 10% DE DESCONTO NA PRIMEIRA COMPRA

*ao clicar no botão enviar, envie o codigo acima para o nosso WhatsApp.