• Rua Dr. Vieira Bueno, 156 – Cambuí, Campinas – SP
  • Fone: 19 3762 1122
  • Whatsapp: 19 97409 7641

BLOG

Equipe SCTP: Vanessa Meirelles

14.Jun.2018

Multiplicidade com uma relação de alma.

 

"Aqui tem muito mais alma do que venda". É com essa fala que a Vanessa Meirelles abriu a nossa conversa em uma manhã ensolarada no quintal aconchegante aos fundos da loja. Eu não havia feito uma pergunta direta sobre isso, mas a afirmação foi tão honesta que grudou na minha cabeça e me fez pensar no tanto que ela foi feliz nessa definição! O carinho com o qual a Vanessa falou sobre a experiência com a Santa tem bagagem de longa data. Apesar de ter começado a trabalhar com a gente de maneira direta recentemente - em novembro do ano passado- , sua convivência com a marca vem de muito antes, de quando acompanhava a irmã Gabi nos primeiros passos para a criação e consolidação do projeto Santa Costura de Todos os Panos.

 

O dinamismo e o amor que a Van deposita em tudo o que faz é visível quando ela conta sobre a decisão de fazer parte da nossa equipe. Ela embarcou nessa jornada com a missão de estruturar o processo administrativo e criativo da loja, de maneira a dar suporte para um crescimento pra lá de gratificante que vem acontecendo na marca. Com experiência de 10 anos como compradora em uma marca de roupas e mais um tanto de conhecimento prático nas áreas contábeis e administrativas de multinacionais, ela diz que já achou estranho gostar de atuar em tantos segmentos diferentes, mas hoje entende e, principalmente, confia que foi preparada para ser exatamente assim. "É essa habilidade que me permite cumprir minha missão em diversos sentidos, e sou muito grata por isso", diz.

Vem aproveitar essa conversa leve e cheia de significado e conhecer essa mulher que inspira tranquilidade, paixão pelo que faz e a certeza de que nada acontece por acaso.

Como foi essa vinda para a Santa? Você sempre trabalhou na área administrativa?

Eu trabalhei por 10 anos em uma marca de roupas, e lá eu era compradora. Também já fui gerente de loja, o que me deu uma bagagem bacana. Aí depois fiz faculdade de contábeis e acabei mudando totalmente de área. Comecei a trabalhar mesmo na área financeira, onde aprendi a rotina administrativa. E com a minha irmã foi uma longa história que foi acontecendo aos poucos!rs. Me lembro que toda vez que tinha algum lançamento de coleção ela me chamava para ajudar, tanto para ficar no caixa, como nos bastidores, etc. E ela sempre brincava: um dia você vem trabalhar comigo! Aí chegou um dia e ela falou: "ó, tá na hora da gente conversar sério sobre isso!". Foram meses conversando, fazendo reunião e também orando, para entender se era mesmo o melhor caminho. E então a decisão veio. Eu estava em uma outra empresa mas conversei com eles sobre minha escolha, foi tudo muito acertado. Mas foi um grande mudança.

 

E como está sendo essa transição?

Eu já estava há 6 anos no mundo corporativo. Então você tem uma linha de raciocínio do tipo: hoje sou analista, amanhã vou ser coordenadora, e por aí vai. Aqui é diferente, é mais dinâmico do que isso. Então é uma mudança total. Mas é muito bom, porque hoje eu consigo utilizar tudo que vivi na vida aqui. O engraçado é que eu sempre gostei muito de trabalhar em empresa. Nunca tive aquela sensação ruim no domingo à noite de pensar: nossa, mais uma semana de trabalho que vai começar. Mas conforme fui pedindo pra ter essa orientação e pra conseguir fazer a melhor escolha, essa sensação começou a vir no domingo meio que naturalmente. Aí chegou o ponto em que decidi, e estou muito feliz mesmo. Além de estar gostando muito do trabalho em si, aqui tenho um tempinho em contato com a luz do dia, posso ver a chuva em um dia nublado, coisas simples mas que começaram a fazer meu olho brilhar.

 

Você sempre teve essa facilidade de adaptação?

Sim! Mas o curioso é que antes isso me incomodava, sabe? Eu me perguntava: como uma pessoa que trabalhou tanto tempo com gerenciamento de vendas de moda foi para a área financeira e contábil e, em seguida, foi fazer processos administrativos e gosta disso tudo? Eu pensava às vezes, que era uma questão de falta de personalidade. Como eu podia gostar de coisas tão diferentes? Eu não entendia isso e me cobrava muito. Mas depois fui compreendendo que isso na verdade é uma qualidade. E entendo que fui preparada para ser assim. É essa habilidade que me permite cumprir minha missão em diversos sentidos, e sou muito grata por isso.

 

 

E como é trabalhar em família?

Existe a preocupação de trabalhar em família, claro. Então a gente protege muito as duas coisas. Quando eu e a Gabi estamos juntas aos finais de semana em família protegemos esse momento e quando estamos no trabalho também. Então aqui sou cobrada como profissional e respeito minha irmã e o Gustavo como chefes. Então protegemos os dois ambientes. A gente não se vê o tempo todo fora empresa porque eles estão em Araraquara, mas sempre marcamos de nos encontrar e nesses encontros não falamos sobre trabalho. Eles já são assim na vida particular deles, e isso faz o trabalho fluir bem melhor.

 

Como foram esses primeiros meses aqui na Santa?

Desafiadores, mas incríveis! Tem muita coisa a ser feita. Preciso definir as prioridades e não me perder nelas. É a fase de adaptação mesmo, aprendizado. Estamos em crescimento e para crescermos precisamos das estruturas muito bem definidas. Estou trazendo muita coisa mas ao mesmo tempo aprendendo muito. Quero estruturar todo o processo administrativo e criativo.

 

Se você pudesse definir a marca, como definiria? O que faz brilhar o olho na Santa?

O que eu não percebia antes e agora percebo nitidamente e é um grande diferencial é a diversidade de mulheres que se encontram aqui. Corpos diferentes, estilos diferentes. Cada cliente que entra é diferente uma da outra e todas elas se apaixonam pelo que a marca representa, então isso é muito legal. E atende todos os estilos, sabe? Eu tenho um estilo totalmente diferente do da minha irmã e estou encantada com as peças. Além disso, o ambiente da loja é muito especial. No fim, como eu disse, aqui tem muito mais alma do que venda. Sentir a atmosfera diferente da loja traz muito as pessoas pra cá. Isso é muito real e bonito.

 
 

#sctp #equipe #bastidores #feitonobrasil #mulheresreais

Comentários

Gostou da matéria? Deixe aqui seu comentário ou dicas sobre o assunto.

Evelyn

15 junho, 2018

Trabalhei durante anos com a Van no segmento de moda na qual ela menciona. Hoje trabalhamos em áreas completamente diferentes mas nos tornamos grandes amigas. A Van tem a totalidade que todo profissinal gostaria (e deveria) ter, pois além de ser extremamente competente e por estar em permanente desenvolvimento profissional e intelectual, ela tbm é um ser humano muito generoso, de uma docilidade tamanha e muito solidária para com todos. Parabéns Van e sucesso à sua nova paixão!!!

X

Bem-vindo!

CADASTRE-SE E GANHE 10% DE DESCONTO NA PRIMEIRA COMPRA

*ao clicar no botão enviar, envie o codigo acima para o nosso WhatsApp.