• Rua Dr. Vieira Bueno, 156 – Cambuí, Campinas – SP
  • Fone: 19 3762 1122
  • Whatsapp: 19 97409 7641

BLOG

Mar Limpo & SCTP

14.Feb.2017

O mais novo projeto da Santa Costura investiu em upcycling para criar  coleção capsula de verão em parceria com a ONG Mar Limpo.

Mais do que uma ferramenta de expressão, a moda carrega identidade, significados e, principalmente, estilos e propósitos de vida. É pensando dessa forma que nossa estilista, Gabi Meirelles, lançou neste mês de fevereiro uma minicoleção que carrega a assinatura criativa da marca de maneira mais incisiva que nunca. É que a Santa decidiu se unir à ONG Mar Limpo, fundada no litoral norte paulista com um objetivo: retirar resíduos do fundo do mar e reaproveitá-los, apostando na lógica do upcycling.

Upcycling é processo de transformar resíduos que seriam descartados, em novos materiais ou produtos de maior valor, uso ou qualidade. O objetivo é valorizar o material considerado como “inútil”, utilizando a maior parte possível do produto ou todo o material na criação de algo novo, que possa prolongar seu ciclo de vida e diminuir o volume de lixo.

As peças foram desenvolvidas unindo a lógica do reaproveitamento proposta pela Mar Limpo à filosofia da própria Santa Costura, que preza por uma experiência diferenciada e que agregue sentido entre todas as pontas do processo, da produção ao cliente final. A ideia de Gabi sempre foi maior do que apenas vender roupas. A Santa busca oferecer inovação e transparência com suas peças, produzidas com respeito à mão de obra e pensando sempre no meio ambiente, sem perder a identidade. Criar a partir de uma lógica sustentável está na nossa essência, por isso a proposta de Caio foi mais do que bem-vinda.

Luiz Carlos Mosso Cabral, o Capitão Cabral e fundador da ONG, conheceu o trabalho de Gabi por meio de um colaborador da Organização, que era colega da estilista. Ele sempre foi apaixonado pelo mar e, depois de se mudar para a praia, passou a ficar cada vez mais frustrado cada vez que encontrava sacos plásticos, latas de refrigerante, e garrafas pets descartadas na água ou na areia. Ao retirar estes resíduos,a ONG visa diminuir o impacto ambiental e transforma-los em roupas e utensílios que, uma vez comercializados, geram recursos para que o Mar Limpo possa ampliar sua área de atuação e criar campanhas educativas junto à população de todo o litoral com ênfase nas escolas, bem como em ações com turistas.

“Fui procurá-la, então. E ela abraçou o projeto,  ampliando-o com ideias muito legais, que realmente agregaram valor aos resíduos. Com o retorno vindo desta coleção, a Mar Limpo vai poder ampliar sua linha de produtos e, consequentemente, aumentar sua capacidade de atuação”.

Entre as peças desenvolvidas pela mãos talentosas de Gabi e a equipe estão pantacourts e blazers feitos a partir de lonas descartadas de barcos, além de bolsas nas quais a matéria prima utilizada são as redes de pesca jogadas no fundo do mar e abandonadas na areia. Tudo em pequena quantidade. Além de adquirir uma peça única, a pessoa adquire uma história. As redes não foram reformadas, por exemplo. Se alguma tem um furinho ou um nó, continua assim e é de uma beleza incrível.

O projeto pretende reverter renda para a limpeza dos oceanos e reaproveitamento de resíduos, por isso todas as peças piloto foram doadas para a ONG, a fim de oferecer continuidade ao projeto. A coleção capsula Mar Limpo chegou na nossa loja dia 07 de fevereiro. O lançamento e apoio das clientes foi incrível e esperamos que conquiste ainda mais visibilidade para a causa e para o trabalho desenvolvido por Cabral! 
 

Comentários

Gostou da matéria? Deixe aqui seu comentário ou dicas sobre o assunto.

  •